Google, o idiota da vez

10 outubro 2006

Na semana passada, o investidor de internet Mark Cuban falou com todas as letras que quem comprasse o YouTube seria um “grande idiota” (tradução livre para ‘moron’).

A justificativa do bilionário Cuban era que o terceiro serviço mais popular na reprodução de vídeo online, segundo dados da comScore, seria processado até que não sobrasse uma nota de 2 dólares no cofre dos amigos Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim.

Do fundo da classe, o Google levantou a mão e resolveu assumir o papel – o buscador confirmou nesta segunda-feira a compra do Youtube por US$ 1,65 bilhão, na compra mais importante do ano (em 2005, o posto ficou com a do Skype pelo eBay por US$ 2,6 bilhões).

A acusação de Cuban se espelha em outro serviço online multimídia que chacoalhou a indústria e deixou clones até hoje – o Napster com sua troca de músicas gratuitamente.

Vale lembrar, porém, que, ao contrário da rede P2P, o YouTube sempre teve uma equipe de mediação, que retirava vídeos ofensivos do ar mediante acusações dos usuários, além de caminhar para a “legalidade”, com acordos com a Warner, por exemplo.

No mediacast sobre a compra, realizado nesta segunda (09/10), Hurley afirmou que “a visão do YouTube é reforçar o copyright e cooperar na remoção destes conteúdos”, dando claros indícios de que o site apertaria o cinto contra conteúdo ilegal.

De novo, não se engane: assim como o Napster criou Kazaa, eDonkey, eMule e WiMX, o Youtube “pariu” DailyMotion, Yahoo Video, AOL Video, Videolog.tv, PornoTube e até mesmo, ironia máxima, o Google Video.

Ainda na semana passada, rolou outro boato sobre o Google: que o buscador estaria de olho também no Digg, o último bastião da Web 2.0 ainda sem ligações com grandes portais e empresas de internet.

A possível aquisição colocaria o Google de novo nos trilhos contra o Yahoo dentro da Web 2.0. Pra combater o Flickr e Del.icio.us do segundo, nada mais poderoso do que os mais populares sites de vídeos e categorização online.

Em seu blog, Cuban respondeu à compra com o singelo título: “Ainda acho que o Google é louco”. Pro lado dos nerds Brin e Page ou do lado do bilionário dono do Dallas Mavericks, o buffering está rolando.

Update:

Com uma felicidade escancarada que rendeu até risadas sem razão e egotrips (quem não estaria com tanto dinheiro na conta bancária?), Hurley e Chen apareceram ontem em vídeo dentro do próprio YouTube mantendo compromisso e agradecendo a comunidade de vídeos.

2 Responses to “Google, o idiota da vez”

  1. José Sici Says:

    Rio de Janeiro, RJ, em 27 de dezembro de 2006.
    Respeitado Guilherme Felitti
    Parabéns pelas matérias e especialmente por esta do bilionário investidor em internet Mark Cuban.
    Chegamos até você através da busca por investidores web, tendo em vista termos alguns projetos carentes de investimentos e gostaríamos de recebe-los para trabalharmos via internet.
    Assim sendo gostaríamos de receber de ti um canal de comunicação com o investidor em pauta, caso isso seja possível.
    Sinceramente,
    José Sici.
    Josesisi33@Yahoo.com.br


  2. […] a quantia – quase o dobro dos US$ 1,65 bilhão gastos com o pop YouTube -, a aquisição da DoubleClick por nada menos que US$ 3,1 bilhões indica um novo passo do gigante […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • leituras por aí

  • Creative Commons License
    Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
  • Glog








  • o IDG Now! no seu blog

       IDG Now!

    var acc1 = new Spry.Widget.Accordion("Acc1",{ useFixedPanelHeights: false });
  • popularidade

  • Blog Stats

  • RSS Twitter

  • %d blogueiros gostam disto: