o desabafo de Cavallo

14 dezembro 2006

Primeiros 60 notebooks XO chegam ao país nesta sexta-feira (15/12).

Na última terça, eu e Daniela Braun gravamos o podcast do Now! com David Cavallo, responsável pla OLPC na América do Sul.

Claramente abatido pelo atropelamento de Seymour Papert, pedagogo cumpadre de Nicholas Negroponte há 40 anos responsável por formatar a idéia do projeto, Cavallo arranhou no português para explicar gastos, segurança e atrativos do XO.

Longe dos microfones, Cavallo, que nasceu nos EUA mas hoje mora em Salvador, é de uma simplicidade e acessibilidade que tornam sua ausência na mídia especializada um grande mistério.

Durante um café, fala sobre um projeto piloto na Costa Rica, é extremamente ácido quando discute reuniões com as empresas “brasileiras” de TI (Microsoft, Intel, Motorola…?) envolvidas em educação no país e não vê como vantagem nenhuma a simples montagem de componentes no Brasil, em clara referência à Intel.

Entrevista dada para o G1 sugere o mesmo desabafo que manteve fora das gravações. Ao que parece, os meses convencendo o mundo sobre a importância de notebooks para alunos de países em desenvolvimentos têm cansado a “elite” da OLPC.

O podcast com Cavallo vai ao ar na próxima terça, dia 19 de dezembro já está no ar.

2 Responses to “o desabafo de Cavallo”


  1. Muito legal, Guilherme.

    Para ajudar na cobertura deste projeto, preparei uma planilha que compara o OLPC com a informatização de escolas através de telecentros.

    http://spreadsheets.google.com/pub?key=pH0vKjJkMrh1idN9DYPEAeg

    A planilha mostra que o custo da informatização escolar é de um pãozinho francês (50g) por aluno, por dia. Também revela que ocusto do OLPC por aluno, por hora de uso, é dez vezes menor que telecentros.

  2. gfelitti Says:

    José, fiquei um pouco confuso quanto à soma dos fatores. Você considerou os custos de infra-estrutura, como servidores e eneria elétrica, mas não os somou aos custos da compra de laptops, certo? Se estiver errado, por favor me corrija.

    Mesmo assim, existem algumas considerações sobre os custos que você considerou, como o acesso à web (que será oferecido pela RNP e deverá ter uma cifra diferente deste que eu pago pra Net, por exemplo) e na quantidade de notebooks comprados – por mais que haja 56 milhões de alunos, o Governo comprará, no máximo, 1 milhão de 2007, pela cifra de 150 dólares.

    Caso o projeto OLPC vá pra frente, evidentemente, a escala diminuirá o preço pago pelo governo em supostas compras posteriores.
    Acredite, a discussão vai longe. Abraços.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • leituras por aí

  • Creative Commons License
    Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
  • Glog








  • o IDG Now! no seu blog

       IDG Now!

    var acc1 = new Spry.Widget.Accordion("Acc1",{ useFixedPanelHeights: false });
  • popularidade

  • Blog Stats

  • RSS Twitter

  • %d blogueiros gostam disto: