uma manhã na Conferência de Web 2.0

2 março 2007

O texto abaixo foi publicado originalmente no Blog dos Blogs, do neo-blogger Ralphe Manzoni Jr., como uma cobertura gonzo das três primeiras palestras da 1ª Conferência Web 2.0, realizada pela Converge Eventos.

Ao contrário do que prometi, não estive no tal ápice do evento, com executivos do iG, Terra, Yahoo e Google debatendo Web 2.0 por motivos profissionais – leia-se IDG Now!.

**

Na apuração para a matéria sobre a Web 2.0 brasileira, Dante Calligaris, o homem por trás do EuCurti, primeira (e, atualmente, mais abandonada) cópia do Digg no Brasil, me disse há alguns meses que o movimento era algo exclusivo a agências de propaganda.

Não há como não concordar em gênero, número e grau com Calligaris ao passear pelos corredores do Gran Melia Mofarrej, em São Paulo, onde acontece a 1ª Conferência de Web 2.0, evento organizado pela Converge Eventos.

Entre os mais de 400 presentes apertados na ampla sala para acompanhar as três primeiras palestras do dia, era notável ver a quantidade de profissionais de agência de publicidade que, nos intervalos, se cumprimentavam efusivamente em frente a mesas carregadas de bolinhos e xícaras de café.

Não chega a ser uma surpresa a presença opressora de publicitários: Abel Reis, VP de tecnologia da Agência Click e um dos principais entendedores do tema no Brasil, abriu o evento esclarecendo o conceito e demonstrando cases da agência, comprada recentemente pela espanhola Aegis, dentro do movimento.

Os outros dois eventos antes do almoço se configuraram como uma plataforma da companhia que emprega o palestrante: tanto o norte-americano Ben Forta, da Adobe, como Dave Gonzalez, da Intel, esclareceram impactos da Web 2.0 nos seus dois negócios.

E dá-lhe plataformas online criadas com Macromedia e poder de processamento da linha Core 2 Duo para agüentar tanta interação, compartilhamento, socialização e remixagem de conteúdo.

A esperança de a conferência debater a Web 2.0 genuinamente nacional ficou para tarde desta quarta, com os responsáveis (dá pra chamar de executivos jovens com menos de trinta que desfilavam de tênis e jeans pelo Mofarrej?) por Aprex, Camiseteria, Comprova.com e Apontador debatendo empreendedorismo.

O ápice da conferência deve ocorrer no seu encerramento, quando Caio Túlio Costa (Brasil Telecom Internet), Paulo Castro (Terra), Alexandre Hohagen (Google) e Agenor Castro (Yahoo!) debatem o papel da Web 2.0 dentro dos grandes portais brasileiros.

Sentiu falta do UOL? O campeão de audiência esteve no evento – não nas palestras, mas com profissionais atendendo normalmente às palestras.

2 Responses to “uma manhã na Conferência de Web 2.0”


  1. Antes de falar sobre a web 2.0, seria bom a Brasil Telecom fazer a Web 1.0 funcionar. O serviço de auxílio à lista dela (102) na Web, por exemplo, além de difícil de achar, ainda prega peças aos usuário: você bota o cursor em cima do link “102” e surge uma aba. Você tira o cursor do link pra clicar na aba, ela fecha, e você não consegue clicar em nada… Uma vergonha para uma empresa de telecomunicação digital.


  2. […] 24th, 2007 A premissa de Dante Calligaris sobre a Web 2.0 brasileira, de tão verdade, vai se transformando numa situação deconfortável, senão […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • leituras por aí

  • Creative Commons License
    Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
  • Glog








  • o IDG Now! no seu blog

       IDG Now!

    var acc1 = new Spry.Widget.Accordion("Acc1",{ useFixedPanelHeights: false });
  • popularidade

  • Blog Stats

  • RSS Twitter

  • %d blogueiros gostam disto: