o Digg joga pela internet

3 maio 2007

Se há uma postura que melhor define a atuação sadia de empresas online é nunca jogar contra a rede – esta frase foi pinçada de uma leitura recente que não me lembro.

Em pleno Dia de Trabalho, o Digg bambeou, mas assumiu sua postura de não jogar contra a rede.

Short story: a quebra do AACS usado para proteger contra cópias em discos HD-DVD e Blu-ray era notícia velha, mas ganhou destaque ao entrar na capa do Digg, que recebeu uma carta (ainda anônima) exigindo a retirada do conteúdo.

O Digg fez. E deve ter se arrependido amargamente. Na tarde desta terça-feira (01/05), após a “censura”, todas as notícias falavam sobre o hacking do AACS. Todas.

Não dá pra enganar a multidão – eles são milhões e têm olhos, bocas, ouvidos e um senso crítico, permitido pelo anonimato, que é de destruir qualquer um que não esteja com a terapia em dia.

Kevin Rose escreveu um post que beira a catarse no blog do serviço decidindo enfrentar a situação – a notícia foi diggada exaustivamente e ultrapassou todas as outras que criticavam a “censura”.

O Digg não é a primeira vítima da indústria (Napster, Kazaa e até mesmo YouTube – a lista é longa). Mas foi o primeiro a rechaçar uma postura mais corporativa no melhor estilo “mato no peito”: pelo jeito, o Digg quer pagar pra ver até onde a indústria vai.

Melhor: me parece que Rose quer tentar achar um novo caminho às ameaças de uma indústria que ainda vive conforme as regras do mercado offline.

Juridicamente, não me arrisco em dizer se a divulgação de tal informação quebra alguma lei – o Digg, vale lembrar, é uma ferramenta de comunicação e, por isto, tem que responder por seus usuários caso haja crime.

É um sentimento adolescente? Demais. E Kevin Rose tá virando ídolo desta molecada por isto mesmo: por ouvir e botar o modo Xanadu pra funcionar.

O código já está online há semanas e, depois do furor, ganhou ainda mais destaque – não sei se é bobagem, mas me dá um certo orgulho ver a movimentação relâmpago dos milhões de pequenos Zés contra uma grande corporação.

Veja os vídeos que já estão no YouTube, as opiniões que já estão no Technorati e as fotos que já estão no Flickr. A merda já está feita. Tentar brecar a rede é atirar uma pedra no enxame sem ter a condição de correr. Agora, é agüentar as picadas.

Anúncios

One Response to “o Digg joga pela internet”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • leituras por aí

  • Creative Commons License
    Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
  • Glog








  • o IDG Now! no seu blog

       IDG Now!

    var acc1 = new Spry.Widget.Accordion("Acc1",{ useFixedPanelHeights: false });
  • popularidade

  • Blog Stats

  • RSS Twitter

  • %d blogueiros gostam disto: