original: de NutecNet a Terra

17 julho 2007

Também dentro do especial de 10 anos do Now!, a matéria com operações online que sobreviveram à Bolha ficou mais magra no último minuto.

Decidiu-se não colocar uma empresa nascida como provedora e transformada o portal, o que tirou a NutecNet da parada- a inclusão abriria brecha para um sem número de outras companhias.

De novo, o Creative Commons é o nosso pastor e nada nos faltará.

*

NutecNet: do Vale do Silício para a liderança em banda larga

Quem vê o Terra usando sua base de assinantes de banda larga – a maior do país – para se manter na guerra dos grandes portais brasileiros pode não imaginar a tradição que o portal tem no setor de acesso doméstico.

Muitos anos antes de se tornar o portal controlado pela Telefônica, a Nutec, criada em 1987 pelo empresário e surfista Marcelo Lacerda, tinha como pretensão vender sistemas em Unix para o mercado internacional.

O sistema Image, desenvolvido em Unix para terminais em sistemas multiusuários, levaria a gaúcha Nutec a abrir, em 1992, um escritório no Vale do Silício para vender a solução a empresas norte-americanas.

Na Califórnia, a Nutec percebeu o potencial da internet comercial, o que levou a empresa a, dois anos depois, integrar todos seus produtos – que tinha até um browser baseado no Mosaic chamado NutecDesktop Navigator – à web.

Com a experiência no Vale, a Nutec foi convocada por Tadao Takahashi, então presente da Rede Nacional de Pesquisa, para montar o modelo da internet brasileira, às vésperas da quebra do monopólio da Embratel para acesso doméstico.

“O governo nos pediu não um aporte do backbone, mas ajuda para entender aplicativos e sistemas para que o usuário navegasse”, conta Paulo Castro, presidente do Terra.

Quando o Ministério das Comunicações abriu o mercado para novos provedores, a Nutec já tinha experiência com acesso doméstico e serviços bancários na internet – em 1995, a empresa fez tanto um piloto com 4 mil usuários como inaugurou os serviços online de Bradesco e Bamerindus no mesmo dia.

“Em dois meses, lançamos a NutecNet, com acesso disponível para as cidades de São Paulo e Porto Alegre”, relembra Castro, contratado como décima segundo funcionário da Nutec original.

Como o provedor não tinha capital para abrir filiais regionais, resolveu apostar em franquias – se lanchonetes e lavanderias têm, por que não um provedor de internet? A primeira aposta para vender franquias foi na Fenasoft de 95.

“Saímos da feira com oito franquias fechadas, o que nos deu a maior rede nacional naquele ano”, diz Castro. A explosão de procura foi questão de tempo – no final de 96, já eram mais de 80 franqueados atendendo 120 cidades brasileiras.

O sistema de franquias, admite Castro, salvou a NutecNet do estouro da bolha. “Não dependíamos de especulação financeira, já que tínhamos um modelo sólido de negócio”.

No final do mês, eram os franqueados que tinham que pagar a conta, o que salvou a pele do provedor gaúcho, renomeado para Zaz após acordo com a rede regional RBS.

“Para não dizer que não passamos incólume, fomos comprados pela Telefônica” que, segundo Castro, tinha acumulado dinheiro com a movimentação do capital no mercado de internet.

A compra da Telefônica e mudança para o atual nome foi em 99, ano em que o acesso discado ainda era maioria esmagadora. As mudanças decorrentes da explosão da banda larga, sentidas pelo Terra principalmente a partir de 2002, fizeram com que o provedor alterasse seu papel no mercado de internet.

“Agora nos apoiamos tanto no acesso, principalmente banda larga, como na publicidade, que já não é tão incipiente, como nos serviços de valor adicionado, como softwares de segurança e venda de música”, analisa.

Com atuais 2,1 milhões de assinantes (85% são de banda larga, diz Castro), a manutenção da liderança do Terra em acesso domésticos à internet prova que, para se manter na web brasileira, é preciso seguir as voltas que o mundo dá.

One Response to “original: de NutecNet a Terra”


  1. A person essentially lend a hand to make significantly posts I might state.
    This is the very first time I frequented your web page and to this
    point? I surprised with the research you made to create this particular put up amazing.
    Magnificent job!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • leituras por aí

  • Creative Commons License
    Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
  • Glog








  • o IDG Now! no seu blog

       IDG Now!

    var acc1 = new Spry.Widget.Accordion("Acc1",{ useFixedPanelHeights: false });
  • popularidade

  • Blog Stats

  • RSS Twitter

  • %d blogueiros gostam disto: